Sábado, 15 Julho 2017 01:40

Cerejeiras Festival já deixa grande legado para as entidades beneficentes de Garça

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

 
Maior parte das entidades relatou aumentos expressivos nos lucros obtidos durante os cinco dias do Cerejeiras Festival

 

Entre as 20 entidades beneficentes que participaram com barracas no Cerejeiras Festival em 2017, a maioria confirmou para a Comissão Organizadora que os lucros foram recordes e expressivos. O aumento de arrecadação na maior parte das instituições, em relação aos anos anteriores, ficou entre 60% e 200%, mostrando que a nova marca da festa foi bem aceita por investidores e também pela população em geral, que não deixou de prestigiar o evento.

Mesmo com valores mais baixos dos produtos ou até mesmo iguais das edições anteriores, as barracas venderam mais. Isso comprova que o recorde de público visitante foi real, uma vez que as pessoas provavelmente não gastaram mais do que nas festas passadas, mas o número de pessoas prestigiando o evento foi maior, resultando em um aumento no consumo.

Como legado para Garça, foi verificada a valorização dos vários artistas locais que se apresentaram para um grande público e do turismo municipal, além do grande fôlego para as entidades beneficentes. Os valores arrecadados durante o Cerejeiras Festival são importantes para que continuem prestando seus serviços aos que mais necessitam e até mesmo aumentá-los.

 

Economia do município e geração de empregos indiretos

A Comissão Organizadora não foi idealizada por funcionários da Prefeitura de Garça, mas sim pelo Consebs Lago, ou seja, não precisou parar tantos servidores públicos municipais, na quantidade que eram utilizados para gerir a festa anteriormente. Não houve assim a necessidade de onerar os cofres públicos com tantas horas extras. Com os trabalhadores terceirizados, houve possibilidade de garantir uma renda para diversas pessoas.

Outro ponto que merece o destaque é em relação aos hotéis da cidade, que receberam lotação máxima durante os dias do Cerejeiras Festival. O sucesso foi tão grande, que o número de interessados foi superior à capacidade de hospedagem nos estabelecimentos garcenses.

 

Oportunidade e valorização para artistas locais

Todas as bandas e artistas locais que se apresentaram o fizeram de forma voluntária, atendendo ao pedido dos também voluntários do Consebs. Vários aceitaram e alguns ficaram de fora por falta de tempo no cronograma, mas certamente estarão nas próximas edições. Já existem até alguns grupos procurando o Consebs, visando a participação no próximo ano. Foi uma oportunidade única para os músicos se apresentarem para um grande público.

“Vários, que sequer tinham tido uma oportunidade, agradaram muita gente e certamente vão brilhar e nos dar muito orgulho. Posteriormente, todos foram de certa forma valorizados e lembrados financeiramente pela Comissão Organizadora, como forma mínima de gratidão pelas mãos estendidas quando mais precisamos”, destacou a nota oficial do Consebs.

Para a organização, esses artistas ajudaram Garça e a festa como um todo, incluindo o trabalho social pelas entidades que participaram do evento de maneira voluntária, como também todos os organizadores do evento. Nunca houve tantos artistas da cidade e oportunidade para tantos se apresentarem, com o surgimento de vários talentos.

“Foram humildes de aceitarem o convite e auxiliarem a cidade como um todo. Como estenderam as mãos, a organização reconheceu o empenho e com a entrada de recursos, pagou o cachê de todos. Ninguém se apresentou de graça. Apenas os organizadores não receberam”, acrescentou a Comissão Organizadora do evento. 

 

Polêmica da marca do evento e ótimos resultados

A polêmica gerada no início acabou sendo um dos fatores de maior sucesso do evento. Com a marca registrada, mais empresas apostaram no investimento da festa, que gerou maior credibilidade na região, inclusive para visitantes. A marca Cerejeiras Festival, completamente apoiada pelo “pai das cerejeiras”, Nelson Ichisato, que possui um quadro de presidente de honra colocado no topo de sua parede de honrarias, se tornou um sucesso absoluto.

A festa agradou o senhor Nelson Ichisato, os organizadores, a TV Tem, os investidores e o público de modo geral, que pôde desfrutar dos resultados da ação. Com o passar dos anos a marca tende a ficar ainda mais forte e visa a curto prazo ser referência nacional. Tais ações da festa ajudam e muito Garça a entrar no Município de Interesse Turístico (MIT). A criação da marca e da identidade foi a primeira ação da nova comissão organizadora que abriu as portas para todo o sucesso do evento.

 

Pensando nas próximas

O secretário municipal de Turismo, Fábio Bonassa; o vice-prefeito Cassiano Pelegrini, um representante do Consebs e outro da colônia nipônica de Garça, foram convidados de honra dos organizadores do Festival do Japão de São Paulo, um dos maiores festivais japoneses do mundo fora do Japão.

Eles foram conhecer a estrutura, acompanhar a organização e conversar com novos investidores, já almejando 2018, que promete ter uma festa ainda maior, buscando sempre o crescimento de Garça. Ainda restam alguns detalhes, mas nos próximos dias deve ser divulgada a prestação de contas da festa, detalhando todos os investimentos e recursos obtidos com o Cerejeiras Festival.