Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Garça, Sexta-feira, 03 de Julho de 2020 Telefone (14) 3407-6600

Atendimento Atendimento: De Segunda a Sexta das 8:00 às 17:00 Horas

Sext
03/07
22 °C
12 °C
Índice UV
5.0
Sáb
04/07
26 °C
16 °C
Índice UV
5.0
Domi
05/07
27 °C
17 °C
Índice UV
5.0
Segu
06/07
29 °C
18 °C
Índice UV
5.0

Meio Ambiente e Agricultura - Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2018

Notícias por Categoria

Sama - secretaria de agricultura e meio ambiente – explica situação das mungubas em Garça


Sama - secretaria de agricultura e meio ambiente – explica situação das mungubas em Garça

Desde o início do ano passado a Sama – secretaria de agricultura e meio ambiente – vem fazendo o levantamento da situação das mungubas (popularmente chamadas de mangubas ou mongubas) - cientificamente chamadas de Pachira aquática - em Garça. E qual o motivo deste levantamento? Em 2017 houve a queda de seis árvores desta espécie no município. Só em janeiro deste ano foram mais duas árvores que caíram, felizmente, causando apenas danos materiais.

A partir destas quedas, os dois técnicos da Sama – engenheiros agrônomo e florestal - visitaram cerca de 1.000 endereços onde as mungubas estão plantadas, principalmente nos locais em que a queda de uma árvore poderia colocar em risco a vida das pessoas, já que a munguba pode atingir 18 metros de altura.

O problema diagnosticado é que perto de 100 mungubas estão atacadas pela broca, que come o sistema radicular da árvore toda, ou seja, as raízes das árvores, comprometendo a sustentação delas.

O secretário da Sama, Diogo Sebastião de Oliveira, esclarece: “Este é o motivo que resolvemos erradicar as árvores que estão sofrendo o ataque das brocas, principalmente para minimizar o risco de queda que pode atingir pessoas e causar problemas graves”.

           

Reposição após erradicação, plantio e rearborização

Todas as árvores que forem erradicadas serão substituídas por outra. E isto já vem acontecendo. Foram plantadas Calicarpas substituindo as mungubas. Se for do lado da fiação serão plantadas, além das Calicarpas, os Flamboyants Mirins. No lado das ruas que não há fiação, Ipês brancos, Coração de Negro e Sabão de Soldado.

Mas o trabalho é bem mais amplo. Em 2017 foram erradicadas pouco mais de 200 árvores. Em contrapartida, foram plantadas 1.470 árvores.

Não é só o plantio que é feito pela equipe da Sama. Está havendo o acompanhamento do desenvolvimento destas mudas, já que em muitas ocasiões alguns moradores acabam depredando mudas, sabe-se lá por que.

Diogo fala sobre a projeção de plantio de 2018: “Este ano nós projetamos plantar 5.000 árvores em todo o município, melhorando a arborização da cidade. Só em janeiro já foram plantadas mais de 500 árvores. Estamos montando na Sama um plano para a rearborização dos bairros da cidade, um a um. E as diversas áreas verdes onde são verdes só no nome, receberão o plantio também. A população pode ficar tranquila que teremos muito mais árvores em Garça do que temos hoje. Só que precisamos ter um olhar pela segurança de todos. Isto é obrigação da administração pública”.

 

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

Conheça Garça

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!