Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
17
17 AGO 2021
MEIO AMBIENTE E AGRICULTURA
436 visualizações
Prefeito e Vice Prefeito tem audiência na Secretaria de Agricultura e Abastecimento
PROCESSANDO ÁUDIO
Foi solicitado apoio para desenvolvimento da cafeicultura
Em mais uma viagem buscando melhorias para a cidade, o Prefeito João Carlos dos Santos e o Vice Prefeito Flávio Peres estiveram em São Paulo participando de audiência com o Secretário Estadual de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo, Itamar Borges. Também participaram da reunião Francisco Maturro, secretário executivo da pasta, Alberto Amorim, assessor técnico e Michelle, assessora do Deputado Estadual Vinícius Camarinha.
Na oportunidade as autoridades garcenses solicitaram apoio no desenvolvimento de políticas para a cafeicultura.
Garça surgiu devido à cafeicultura e até hoje é uma grande produtora de cafés de qualidade. Atualmente a cidade está solicitando junto ao INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial – o registro da Indicação Geográfica (IG) Cafés da Região de Garça.
Ao todo são 15 municípios que integram a região produtora de café. Além de Garça, temos, em ordem alfabética: Álvaro de Carvalho, Alvinlândia, Cafelândia, Duartina, Fernão, Gália, Guarantã, Júlio Mesquita, Lucianópolis, Lupércio, Marília, Ocauçu, Pirajuí e Vera Cruz.
Ao receber a Indicação Geográfica (IG), o café produzido na região passará a ser reconhecido pela qualidade diferenciada vinculada ao território de produção e ao conhecimento dos produtores da região. 
Entre os benefícios diretos da IG estão o diferencial em relação aos similares, a agregação de valor e a organização social dos produtores, que passam a agir coletivamente como defensores da IG contra a utilização indevida do nome protegido. Indiretamente a região é beneficiada pelo desenvolvimento econômico em outros ramos da economia, uma vez que passa a ser mais divulgada.
Podemos citar o desenvolvimento do turismo vinculado à produção de café em toda região, que já está recebendo a devida atenção do poder público e seus parceiros, com a realização de cursos e palestras para desenvolver este nicho em toda a região. 

 
 
Autor: Fábio Bonassa
Local: SECOM - Secretaria de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.1.7 - 02/12/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia