Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
02
02 AGO 2022
CULTURA
62 visualizações
Ponto Mis Em casa - Ciclo de Cinema e Psicanálise "Pequena mamãe"
enviar para um amigo
receba notícias

A cada edição, o Ciclo de Cinema e Psicanálise apresenta um filme do Auditório MIS, seguido de debate mediado por Luciana Saddi, coordenadora de Cinema e Psicanálise da Diretoria de Cultura e Comunidade da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP). Em seguida, o público pode participar com perguntas, integrando novas perspectivas sobre a obra discutida. 

A edição de julho do Ciclo de Cinema e Psicanálise apresentou o longa-metragem “Pequena mamãe”. Dirigido por Céline Sciamma, a produção francesa, fez parte da seleção oficial do Festival de Berlim em 2021. O debate, mediado por Luciana Saddi, contou com a presença da psicanalista Gizela Turkiewicz e da crítica de cinema Ieda Marcondes

A exibição acontece dia 2 de agosto, as 20h, gratuitamente no canal do Ponto Mis: Estreia no canal MIS do YouTube.

Sobre o filme
Pequena mamãe 

Petite Maman 
(dir. Céline Sciamma, França, 2021, 72 min, 14 anos) 
Nelly, de oito anos, acaba de perder a avó e está ajudando os pais a limpar a casa de sua mãe. Ela explora a casa e a floresta em volta da casa onde sua mãe, Marion, costumava brincar e onde construiu a casa da árvore sobre a qual Nelly sempre ouviu falar. Um dia, Marion vai embora e Nelly conhece uma garota de sua idade construindo uma casa na árvore na floresta. 

Sobre os debatedores
Gizela Turkiewicz
 é psiquiatra e psicanalista membro associado à SBPSP e mestre em ciências pela USP. 

Ieda Marcondes é formada em cinema pela Anhembi Morumbi, com pós-graduação em jornalismo cultural pela FAAP, atua como crítica de cinema na Folha de São Paulo. É roteirista e diretora do curta-metragem "Cabelo Negro" (exibido no festival CineFantasy de 2010) e autora da história em quadrinhos "Unhas" (publicada pela editora Escrita Fina, em 2014). Foi curadora da exposição "A Mulher na Revolução de 32" (2014), parceria do Museu da Imagem e do Som com o Google Cultural Institute, além de produtora cultural dos Pontos MIS (2014–2016), um programa de difusão audiovisual e formação de público em diversos municípios de São Paulo. 

 
Sobre a mediadora
Luciana Saddi
 é psicanalista e escritora. É membro efetivo e docente da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, mestre em Psicologia pela PUCSP e diretora de Cultura e Comunidade da SBPSP (2017/2020). É autora de “Educação para a morte” (Ed. Patuá), coautora dos livros “Alcoolismo – série o que fazer?” (Ed. Blucher) e “Maconha: os diversos aspectos, da história ao uso”. É fundadora do Grupo Corpo e Cultura e coordenadora do programa de cinema e psicanálise da diretoria de cultura e comunidade da SBPSP em parceria com o MIS e a Folha de S.Paulo. 
 

Assinatura 4 logos

Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia