Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
02
02 MAR 2018
SERVIÇOS URBANOS
67 visualizações
Sistema de drenagem urbana é antigo, inadequado e insuficiente
enviar para um amigo
receba notícias

A população de Garça e as autoridades locais ficaram assustadas com o excesso de água de chuva que se acumulou no cruzamento das ruas Padre Paulo de Toledo Leite e José Augusto Escobar, na tarde desta quinta-feira. O bueiro existente no local não comportou o volume elevado de água. Foram registrados 75 mm de chuva em menos de 40 minutos. Dois carros foram arrastados e por sorte só houve danos materiais.

O problema, literalmente, é mais embaixo. Assim como outras cidades brasileiras, Garça passou por um crescimento urbano desordenado, resultando na sobrecarga do sistema de drenagem, construído em várias etapas, incluindo situações anteriores a década de 50, portanto, inadequado para atender as necessidades atuais da cidade.

Alguns pontos são mais críticos por estarem localizados nas confluências e no caminho natural das águas, como o cruzamento das ruas Padre Paulo de Toledo Leite e José Augusto Escobar, a Avenida Doutor Labieno da Costa Machado e o Lago Artificial J.K. Williams.

São ruas localizadas em áreas mais baixas da cidade e que sempre enfrentam inundações por receberam a enxurrada que desce livremente pelo asfalto impermeável. Os bueiros existentes no caminho são ineficientes, com manilhas e tubos subdimensionados e, muitas vezes, entupidos com o lixo doméstico, galhos e resíduos de construção civil que chegam carregados pelas águas. 

O diretor do Departamento de Limpeza da Secretaria de Serviços Urbanos, Reinaldo Garcia, explicou que as equipes da Prefeitura fazem com frequência reparos de manutenção, entre eles, a limpeza dos bueiros, principalmente nesta época de chuvas. ?As equipes saem às ruas limpando as grades e tirando o lixo que a enxurrada carrega para o bueiro. A limpeza interna é feita quando o bueiro está entupido. Durante os meses de estiagem, é realizada a limpeza das galerias?.

A Prefeitura também vem realizando ações pontuais em área críticas da cidade, como as obras do Parque Real. Houve o melhoramento do sistema de drenagem e na chuva de quarta-feira não foi registrada inundação nas casas. Um grave problema que causava transtorno aos moradores desde 2012 e que está sendo visto com muita atenção pela atual Administração Municipal.

Outra medida, já implantada no município, procura evitar o crescimento desordenado da área urbana. Os novos empreendimentos de loteamento somente são aprovados se o projeto de sistema de drenagem possuir equipamentos adequados que comportem o volume d´água, como bacias de detenção de água de chuva, que evitam a erosão e o alagamento da região.

 

 

Obras sustentáveis: prevendo e planejando o crescimento de Garça

 

O problema real do sistema de drenagem de Garça somente será solucionado com obras planejadas e norteadas por um Plano Diretor de Drenagem Urbana que, já está sendo elaborado, seguindo as normas técnicas de engenharia, pela primeira vez no município.

O documento reúne um estudo detalhado e está sendo elaborado por meio de convênio firmado com o Governo do Estado. O principal objetivo do Plano Diretor de Drenagem Urbana é criar os mecanismos de gestão da infraestrutura urbana, relacionados com o escoamento das águas pluviais, dos rios e arroios em áreas urbanas.

Segundo o secretário municipal de Planejamento Urbano, Ruy Zanon Netto, sem o Plano Diretor de Drenagem o município não terá acesso aos convênios de verbas destinadas às obras de melhoria para essa área. ?Ele norteará de forma técnica e sustentável, a execução das ações de intervenção no município?.

O secretário completou. ?Anteriormente as cidades cresciam de forma desordenada. As preocupações eram outras, e as autoridades não planejavam o desenvolvimento urbano em longo prazo. As consequências são sentidas hoje, com as inundações, erosões, falta d´água, excesso de lixo, entre outros problemas existentes, não somente em Garça, mas nos municípios como um todo. O que nós estamos fazendo nesta gestão é resolver os problemas pontuais e emergenciais, porém, planejando Garça para os nossos filhos, para as gerações futuras, daqui 15, 20 anos. É o inicio de uma cidade sustentável?.

Galerias de Fotos Vinculadas
02/03/2018
Sistema de drenagem urbana é antigo, inadequado e insuficiente
Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia