Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
07
07 FEV 2019
DESENVOLVIMENTO URBANO
291 visualizações
Secretaria de Planejamento Urbano libera obras do Jardim Aeroporto
enviar para um amigo
receba notícias

O tempo de espera foi longo, especialmente para os munícipes que investiram no Jardim Aeroporto. Mas a data da liberação para continuidade das obras chegou: 07 de fevereiro.

Segundo o Secretário Municipal de Planejamento Urbano, Ruy Zanon Neto, ?A administração pública tem que primar pela qualidade de vida dos munícipes. Nós estamos aqui para fazer com que a cidade cresça de uma forma ordenada. Nós temos que intervir a favor das pessoas?. Assim o Secretário justificou todo o tempo de embargo da obra.

E continuou: ?Sabemos da apreensão dos futuros moradores, que até procuraram vereadores para ajudá-los na liberação. Mas este caso não é questão de pressão, e sim de legalidade, de cumprimento às normas vigentes?.

O Secretário também explicou como o processo se desenvolveu: ?O aviso para que a empresa responsável revisasse alguns projetos aconteceu em 15 de setembro de 2017. A obra só foi embargada em 10 de agosto de 2018, ou seja, 11 meses após os responsáveis serem notificados. Durante todo este tempo houve vários contatos através da Procuradoria Municipal com a empresa para que a revisão dos projetos fosse entregue para análise; o que não acontecia. A única solução que encontramos foi o embargo da obra para que pudéssemos ter a atenção necessária?.

Ainda segundo suas explicações, havia necessidade de revisão do projeto de drenagem de água pluvial, de esgotamento sanitário e o de mobilidade urbana de pedestre e de veículos.

Os projetos de drenagem urbana e de esgotamento sanitário passavam por área de um particular que não havia autorizado estas passagens. Já o de mobilidade urbana de pedestres e veículos tinha vias que não se conectavam às existentes do município, ou seja, havia rua que não ia e não chegava a lugar nenhum.

Após a entrega dos projetos é que a obra foi liberada, e a entrega não dependia da Prefeitura e sim da empresa responsável pelo condomínio.

?Com a revisão entendemos por bem liberar para que obra continue e seja entregue aos munícipes com o máximo de segurança possível?, completou o Secretário.

Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia