Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
CIDADÃO
CIDADÃO
EMPRESA
EMPRESA
SERVIDOR
SERVIDOR
TRANSPARÊNCIA
TRANSPARÊNCIA
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Tiktok
Rede Social Twitter
Rede Social Youtube
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
29
29 JUL 2022
SAAE
220 visualizações
SAAE soluciona problema de longa data com esgoto na rua Tupy
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Obras substituíram substituíram 120m de canos e realizaram interligação de pontos.
O SAAE realizou nessa semana, a substituição de 120 m de rede de esgoto no final da Rua Tupy com a Rua São Paulo, interligando-a a um novo poço de visita – PV, feito em março, sobre o emissário de esgoto que margeia o Córrego do Patrimônio, visando a solução duradoura de um problema frequente de entupimento na rede.

Construída há décadas, a rede que estava instalada era de 100 milímetros de diâmetro e de manilha cerâmica. Tanto o material, quanto o diâmetro, não são mais usuais atualmente e vão contra o que preconiza a NBR 9649. Diante disso, a rede foi substituída por tubos de PVC de 200 milímetros, facilitando sua desobstrução, caso ocorra, e melhorando a vedação da rede, não permitindo vazamento nas conexões dos tubos.

Segundo o coordenador de Redes do SAAE, Gustavo Ricci, esse era um problema crônico e que foi “atacado” pelo SAAE para dar maior segurança contra entupimentos e extravasamentos no local. De acordo com ele, além do problema ser antigo, com entupimentos frequentes, de difícil acesso, rede de manilha cerâmica e com diâmetro menor que o usual, somava-se um problema de drenagem no local. “Nos períodos de chuva, parte da contribuição das ruas Tupy e São Paulo, bem como a precipitação que escoa da linha férrea, são direcionadas para uma canaleta de águas pluviais desprovida de dissipador de energia, fazendo com que a água chegue com muita velocidade ao Córrego do Patrimônio, o que gerou e gera erosão, por vezes danificando o emissário de esgoto que margeia o Córrego. Com a nova rede e o novo poço resolvemos o problema do vazamento de esgoto in natura, do mau cheiro, dos insetos e garantimos a preservação do córrego”, afirmou.

 
Assinatura 4 logos
Autor: Assessoria SAAE
Local: SECOM - Secretaria de Comunicação e Eventos
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia