Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
CIDADÃO
CIDADÃO
EMPRESA
EMPRESA
SERVIDOR
SERVIDOR
TRANSPARÊNCIA
TRANSPARÊNCIA
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Atendimento whatsApp
Rede Social Notícias no Telegram
Rede Social Canal de Notícias no WhatsApp
Rede Social Tiktok
Rede Social Youtube
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
16
16 FEV 2024
DENGUE
SAÚDE ANIMAL
276 visualizações
Dengue: mosquitos da família Aedes podem prejudicar os pets
enviar para um amigo
receba notícias
Cães e gatos não estão suscetíveis à dengue, mas podem ser infectados por uma doença tão séria quanto.
Embora os pets (cães e gatos), não sejam contaminados pela dengue, zika ou Chikungunya, os mosquitos da família Aedes e alguns pernilongos como Culex pipiens e Flebótonos infectados podem transmitir a Dirofilaria immitis, também conhecida como “verme do coração”.
A dirofilariose é uma zoonose conhecida como verme do coração, parasita do sistema circulatório que pode afetar coração e pulmão, mais comum em cães, mas também podem acometer gatos e o ser humano.
Os sintomas podem incluir cansaço, desmaios, tosse, dispneia e convulsões. O animal é picado por um mosquito infectado, em poucos dias as larvas se desenvolvem e, por meio da corrente sanguínea, chegam ao coração, onde se instalam para completar o ciclo.
 
Como se proteger?
A melhor maneira de proteger da doença é evitar a presença do mosquito transmissor.
  • Troque regularmente a água do seu pet, lavando sua tigela com água e sabão;
  • Atenção aos brinquedos que podem virar criadouros do mosquito;
  • Não deixe pneus em locais abertos;
  • Mantenha as caixas d’água fechadas;
  • Garrafas devem ser armazenadas sempre com a boca para baixo;
  • Não deixe a água de chuva acumular sobre a laje e calhas entupidas;
  • Coloque areia nos vasos;
  • Descarte os materiais inservíveis que estão sem uso no quintal;
  • Não deposite ou mantenha entulhos no quintal, além de poder servir como criadouro do mosquito, eles atraem escorpiões.
 
Dedique ao menos dez minutos do seu dia para fazer uma ronda em seu quintal e verifique se não há locais que podem servir de abrigo para o mosquito.
Fonte: SECOM - Secretaria de Comunicação e Eventos
Autor: Andreza Sega
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia