Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
23
23 AGO 2021
SAAE
890 visualizações
Sem chuva, captação de água em Garça chega a níveis alarmantes
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
SAAE está fiscalizando e notificando quem desperdiçar água
Sem chuvas há mais de dois meses, o sistema de captação de água do SAAE – Serviço Autônomo de Águas e Esgotos de Garça chegou ao limite. A disponibilidade hídrica está 35% a baixo do normal e a reservação de água bruta está em 10%. Dados levantados pela autarquia mostram que o volume de água na represa Cascata baixou mais de 1,75cm desde o início da estiagem. A situação é crítica. Com aumento exacerbado da temperatura em pleno inverno, com previsão de máxima de 39°C para a próxima semana, a capacidade de fornecimento de água fica cada vez mais reduzida. Na corrida contra o tempo, o SAAE coloca em atividade, a partir de setembro a “Operação Estiagem” com o funcionamento do poço profundo para captação de água subterrânea e aumenta a fiscalização para evitar desperdício.
Segundo o diretor do SAAE, André Pazzini Bomfim,“a crise hídrica é uma realidade e, infelizmente, Garça não está fora dela. Medidas emergências já estão sendo tomadas para que, a partir do mês que vem, o novo poço tubular profundo esteja funcionando, captando água do sistema Aquífero Guarani, garantindo maior segurança hídrica para o município. Até lá é imprescindível que a população tenha a consciência de que qualquer desperdício representa muito para o abastecimento”. 
Nos últimos dias os bairros: Campo Belo, Imperador, Jardim Ecovile, Jardim Europa, avenida da saudade, Residencial do Bosque, Mondrian e a região próxima ao Terminal Rodoviário já sentiram os reflexos da baixa pressão da água e, nos horários de pico, a falta de água. “O período de estiagem e os reflexos dela já começaram a ser sentidos de forma até antecipada. A situação vivida hoje de tempo seco, falta de chuvas e a redução da capacidade dos mananciais, no ano passado foi sentida em outubro. Já acendemos o sinal de alerta!”, destacou o coordenador de Meio Ambiente do SAAE, Carlos Henrique Ortolan.
FISCALIZAÇÃO - Diante disso, o SAAE está intensificando a fiscalização e notificando, inclusive aos finais de semana, os munícipes flagrados desperdiçando água. Lavar calçadas e carros podem doer no bolso de quem for notificado. As multas em caso de reincidência da notificação variam de R$219,00 para imóveis residenciais à R$876,00 industrial. “O objetivo da autarquia não é penalizar o contribuinte, mas conscientizá-lo da necessidade de um consumo consciente e racional. Se cada um fizer a sua parte conseguiremos passar por esse momento com tranquilidade”, afirmou o diretor de Planejamento, Finanças e Tesouraria do SAAE, Paulo Victor do Amaral de Souza. (Assessoria de gabinete SAAE)



 
 
 
 
Autor: Ana Lúcia Bez
Local: Secom - Secretaria de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia