Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
CIDADÃO
CIDADÃO
EMPRESA
EMPRESA
SERVIDOR
SERVIDOR
TRANSPARÊNCIA
TRANSPARÊNCIA
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Atendimento whatsApp
Rede Social Notícias no Telegram
Rede Social Canal de Notícias no WhatsApp
Rede Social Tiktok
Rede Social Youtube
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
07
07 DEZ 2023
ADMINISTRAÇÃO
943 visualizações
Prefeitura esclarece notícias equivocadas publicada por jornal local
enviar para um amigo
receba notícias
Não houve consulta à Secretaria de Comunicação antes da publicação

Sob o título “Tribunal de Contas identifica seis obras paralisadas em Garça”, o Jornal Debate publicou informações equivocadas em sua edição do dia 26 de novembro, página 5.
Utilizando dados captados direto do site do Tribunal de Contas do Estado, o editor do referido meio de comunicação não respondeu às perguntas fundamentais para que uma reportagem esteja completa. No meio jornalístico, são conhecidas como 5W e 1H (who, what, where, when, why e how), traduzindo para a língua portuguesa, quem, o que, onde, quando, por quê e como. Simplificando mais ainda, as perguntas a serem respondidas são: quem está envolvido na notícia; o que está acontecendo; onde está acontecendo; quando está acontecendo; por quê isso está acontecendo e como isso aconteceu ou está acontecendo.
Não houve a verificação das informações junto à Prefeitura de Garça, por meio de uma simples consulta à SECOM (Secretaria de Comunicação e Eventos). 
É importante esclarecer que uma das funções da SECOM é intermediar e dirimir dúvidas que sejam oriundas dos meios de comunicação em relação à Administração Pública Municipal.
Ao final da matéria foi informado que “haveria” seis obras paralisadas em Garça somando um valor superior a R$ 11 milhões.
Vamos à realidade.
Em relação à antiga Cozinha Piloto (hoje denominada DAE – Departamento de Alimentação Escolar), a obra está em andamento. O munícipe que se interessar pode passar pela rua das Flores, ao lado do antigo prédio da FAEF (adquirido pela Prefeitura), e fazer a verificação. Uma outra maneira de comprovação é acessar o site da Prefeitura e procurar pela notícia publicada no dia 17 de novembro com o título “Iniciadas obras do novo pavilhão do Departamento de Alimentação Escolar”.
Sobre a execução do sistema de combate e prevenção à incêndio nas escolas municipais Edson Puga e João Crisóstomo (AVCBs), devido à incapacidade técnica das empresas responsáveis pela realização das obras, o contrato foi rompido. Os projetos executivos foram protocolados junto ao Corpo de Bombeiros para receberem adaptações técnicas e a Secretaria de Educação aguarda a liberação para processar uma nova licitação. 
A respeito do CRE (Centro de Referência em Educação), atual sede da Secretaria Municipal de Educação, recentemente foi ventilada a possiblidade de haver a instalação naquele prédio de um outro serviço público. Ainda está sendo aguardada uma definição sobre esta possível mudança. 
Sobre o projeto do sistema de drenagem das águas pluviais para mitigar (diminuir) os impactos sobre a microbacia do Córrego Barreiro, entre os técnicos da Prefeitura é conhecido como bacia de detenção do bosque. A empreiteira que venceu a licitação iniciou a obra e, pouco tempo depois, a abandonou. Devido à urgência e importância, a Prefeitura finalizou a obra com recursos próprios. O que está parado, aguardando autorização do Governo do Estado de São Paulo, é a solicitação feita pela Prefeitura de Garça para que os recursos enviados pelo Governo do Estado para a execução da obra (que foi executada e paga com recursos da Prefeitura) sejam utilizados para implantar o recapeamento asfáltico em cerca de 200 metros na rua Vital Soares, em frente à entrada do Bosque Municipal. O recurso que o Estado enviou para a obra é de R$ 80 mil, que estão depositados e aplicados em uma conta da Prefeitura de Garça. 
Para finalizar, a notícia traz que estaria paralisada a construção de uma creche que seria executada com recursos liberados pelo Governo do Estado de São Paulo. Pois bem, a creche, na região da Vila Cavalcante, está em fase final de obras, e deve ser entregue para a Prefeitura de Garça no dia 15 de dezembro. Ou seja, não está paralisada, está praticamente pronta.

 

Fonte: SECOM - Secretaria de Comunicação e Eventos
Autor: Fábio Bonassa
Local: Garça
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia