Ir para o conteúdo

Prefeitura de Garça - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
CIDADÃO
CIDADÃO
EMPRESA
EMPRESA
SERVIDOR
SERVIDOR
TRANSPARÊNCIA
TRANSPARÊNCIA
Prefeitura de Garça - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Atendimento whatsApp
Rede Social Canal de Notícias no WhatsApp
Rede Social Tiktok
Rede Social Youtube
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
03
03 JAN 2023
ATENÇÃO
783 visualizações
Disque 180: Campanha Sinal Vermelho contra violência
enviar para um amigo
receba notícias
A pessoa que visualizar o X e solicitar por ajuda policial a vítima não será identificada, mas poderá estar salvando a vida de uma mulher com seu simples gesto.
Durante o primeiro ano da pandemia de Covid-19, 2020, foi identificado um aumento nos casos de violência domésticas por todo o mundo, infelizmente, os dados apontam para essa crescente também em lares brasileiros.
 
São muitas mulheres que enfrentavam caladas um grande sofrimento e que correm risco de sofrer ainda mais represálias caso o agressor as veja tentando pedir ajuda através da fala. Por isso, a campanha Sinal Vermelho propõe ajudar essas mulheres a saírem dessa situação de sofrimento através de um sinal de socorro.
 
A mulher que se encontrar em tal situação, deve fazer um sinal de “X” na palma da mão ou em um pedaço de papel, o que for mais fácil no momento, e mostrá-lo ou entregar esse papel a quem estiver atendendo-a no em lojas, farmácias, unidades de saúde, hospitais, restaurantes e demais locais.
 
Uma vez verificado esse pedido de socorro silencioso, a pessoa que o visualizar, ou seu superior, deverá entrar em contato com a Polícia Militar, através do número 180, solicitando ajuda e descrevendo o sinal do X, o endereço onde a pessoa se encontra e as características físicas da vítima que está pedindo socorro e de seu acompanhante. Se possível, a Polícia Civil solicita para que se conduza a vítima para um espaço reservado, para que aguarde a chegada da viatura.
 
Se, de alguma forma, a vítima disser que que não quer a Polícia naquele momento, pede-se para que seja marcado de forma a não levantar a suspeita do agressor, o nome da vítima e o endereço de sua residência. Uma dica é alegar que as informações serão usadas em algum sorteio. Após a saída dela, transmita as informações obtidas para o telefone da Polícia Civil, o 180.
 
Para a segurança de todos e o sucesso da operação, o sigilo e discrição são muito importantes. Desta forma, a pessoa que atender o pedido de socorro e informar as autoridades, não será chamada à delegacia para servir de testemunha.
 
Se houver o flagrante, a Polícia Militar encaminha a vítima e o agressor para a delegacia de polícia. Caso contrário, o fato será informado à delegacia de polícia por meio de sistema próprio para dar os encaminhamentos necessários – boletim de ocorrência e pedido de medida protetiva.
 
 
O que é violência doméstica?
 
A violência doméstica tem várias faces, podendo estar mais perto do que você imagina, até mesmo na casa de seus vizinhos ou em seu próprio teto. E, engana-se quem acredita que ela se resume as formas físicas, pois ela pode acontecer de várias outras formas, seja através da violências psicológica, sexual, financeira, patrimonial ou moral.
 
A Lei nº 14.188, de 28 de julho de 2021: Define o programa de cooperação Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica como uma das medidas de enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher previstas na Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006 (Lei Maria da Penha), e no Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), em todo o território nacional; e altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), para modificar a modalidade da pena da lesão corporal simples cometida contra a mulher por razões da condição do sexo feminino e para criar o tipo penal de violência psicológica contra a mulher.

Acompanhe os canais oficiais da Prefeitura:
Instagram: https://www.instagram.com/prefeituragarca
Twitter: https://twitter.com/prefeituragarca
Facebook: https://www.facebook.com/prefeituragarca
Telegram: https://t.me/prefeituragarca
TikTok: https://www.tiktok.com/@prefeituragarca?lang=pt-BR
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC3btuX3yFv7AUbM6m12QYvw
WhatsApp: grupo de notícias 1 https://chat.whatsapp.com/J34bEXYO8hQJZeGsuYqo2O e grupo de notícias 2 https://chat.whatsapp.com/Gx7jk3YhsEZ5CtjHf4gUUg, ambos recebem as mesmas notícias, porém são dois grupos por conta da quantidade de pessoas que o aplicativo aceita por grupo.
 
Assinatura 4 logos
Fonte: SECOM - Secretaria de Comunicação e Eventos
Autor: Andreza Sega
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia